Posts filed under ‘Postura Profissional’

The Hub – São Paulo

Lugar de empreendedor, essa é a melhor explicação que define o The Hub São Paulo. Conceito de escritório coletivo, com características empreendedoras, iniciativa de incubadora e totalmente criativo; tal idéia espalhada pelo mundo chegou a São Paulo em…

Anúncios

Continue Reading 10, outubro 2009 at 7:00 pm Deixe um comentário

Livros: Sistemas de Informação – Um enfoque gerencial

Sistemas de Informação – Um Enfoque Gerencial de Sérgio Rodrigues Bio

Mais uma dica de livro. Penso que este, infelizmente não seja possível comprar. O livro é uma relíquia de 1987 encontrada na biblioteca da FATEC/BS.

Precisei ler este livro para estudo de um concurso na própria FATEC. Encontrei uma experiência em sistemas de informação surpreendente de recursos tecnológicos e recursos humanos de uma empresa. Mesmo sendo um livro de 20 anos atrás, apresentou a teoria com o maior bom senso, que ainda não encontrado nos dias de hoje (AINDA, infelizmente).

Se alguém encontrar mais uma espécie de 20 anos como este livro por aí, vale a pena ler! 😉

10, agosto 2007 at 2:28 pm 1 comentário

Gestão da Qualidade e desenvolvimento de software: Normas e metodologias

Disponibilizarei mais uma material de estudo. Dessa vez, abordamos em um seminário, a qualidade do software detalhada em normas e metodologias. Falamos principalmente de uma das metodologias mais interessantes para o desenvolvimento de software: eXtreme Programming (XP).

Material para download:

qualidade-do-software-normas-e-metodologias.doc

Bom download, bons estudos!

1, junho 2007 at 6:04 pm Deixe um comentário

Gestão da Qualidade: Ferramenta 5S e Ciclo PDCA

Irei disponibilizar um seminário falando sobre a aplicação da ferramenta 5S e o auxílio do ciclo PDCA, em um estudo de caso de uma empresa onde é necessário melhorar a qualidade de seu produto e aumentar a eficiência de alguns processos.

Neste trabalho detalha-se todas as etapas demarcadas nos posts anteriores.

Uso das Ferramentas da Qualidade.doc

Bom download e ótimos estudos.

[update]Após muitos trabalhos de gestão de qualidade e gestão de negócios, estou iniciando a pesquisa de campo sobre um plano de negócios. Acompanhem a trajetória dessa coleta de dados e desse plano de negócios, é muito interessante.

https://vicouto.wordpress.com/2007/05/22/enquete-pesquisa-de-campo-na-moda/

22/05/07[/update]

4, abril 2007 at 3:17 pm 17 comentários

Gestão da Qualidade: Ciclo PDCA

Uma ótima alternativa para auxiliar processos da gestão da qualidade. O ciclo PDCA definido por algumas etapas básicas pode solucionar problemas convencionais na empresa.

O PDCA é uma sigla formada pela primeira letra de 4 palavras inglesas: Plan, Do, Check, Action.

Seguindo tal ordem, irei fazer uma breve explicação da metodologia.

  • Plan (Planejar)

1. Identificação do problema (com brainstorming);

2. Observação/visão sistêmica do problema (com brainstorming);

3. Análise das causas principais (causa/efeito/histograma);

4. Plano de ação (o que fazer? como? quando? quem?);

  • Do (Fazer)

5. Executar o plano de ação;

  • Check (Checar)

6. Verificar a efetividade da ação;

  • Action (Ação)

7. Padronização;

8. Conclusão/revisão das ações.

camiseteria3.gif

1, abril 2007 at 1:21 am 2 comentários

Gestão da Qualidade: Ferramenta 5S

Neste post será debatido um tema interessantíssimo para a área de TI. A gestão da qualidade e um pouco da sua complexidade utilizando a ferramenta 5S, uma das inúmeras metodologias aplicadas para se alcançar a qualidade no serviço/produto.

Geralmente nos comportamos como maus clientes, não exigimos um bom serviço prestado. Citarei alguns exemplos: atendimento demorado em uma loja, serviço de atendimento ao cliente via secretária eletrônica, erros constantes de pedidos, entre outros.

Somos bastante tolerantes, mas ser tolerante não pode anular nossa crítica, educadamente devemos referenciar um bom atendimento, auxiliar as entidades com nossas inovadoras sugestões, seguir a cartilha do consumidor.

Por outro lado, ultimamente estive na posição de fornecedor. Confesso, foi nada fácil lidar com clientes. Desde então, tomei minhas atenções para a qualidade do meu serviço/produto. É verdade também que estou fazendo um trabalho sobre o assunto para a faculdade, o que exigiu mais informações para o momento.

Quando pensei em qualidade pensei em algumas situações mágicas: não errar, eficiência, custo, objetivo… Ilustraria uma lousa, acredite.

A única saída seria utilizar uma ferramenta, uma metodologia e segui-lá com toda disciplina. Hoje falaremos sobre o 5S (cinco sensos).

O 5S é composto por cinco palavras japonesas, ou melhor, cinco sensos que começam com a letra “S”:

  • Seiri
  • Seiton
  • Seisso
  • Seiketsu
  • Shitsuke

É importante seguir esta ordem listada, perceba com o significado de cada uma:

  1. Seiri (Senso de separação, NECESSÁRIO x DESNECESSÁRIO);
  2. Seiton ( Senso de organização, ordenação, sistematização);
  3. Seisso (Senso de limpeza, zelo pessoal da equipe de trabalho);
  4. Seiketsu (Senso de respeito, saúde, integridade);
  5. Shitsuke (Senso de auto-estima, autodisciplina, compromisso).

Interessante que a metodologia é composta por etapas, e com o significado de cada etapa, é perceptivo a importância de seguir tal ordem. Inicia-se com cuidados com os materiais, com o local de trabalho e arquivos descartáveis. A medida que vamos avançando as etapas, o cuidados são direcionados ao corpo da minha equipe, são direcionados aos recursos humanos da empresa.

Esta foi uma apresentação da metodologia 5S. Comentarei sobre a aplicação desta ferramenta. Espero despertar a curiosidade de alguns, Reforço a idéia, qualidade não é diferencial, é obrigação.

Até mais.

Camiseteria

26, março 2007 at 2:26 pm 16 comentários

Cliente colaborativo

Extremamente importante para o desenvolvimento de um sistema. Pena que é algo cada vez menos encontrado no mercado.  Talvez pela dificuldade de concretizar uma fidelidade tão grande com o cliente e conseguir total compreensão do mesmo. É fato que existem empresas que diretamente ou indiretamente também quebram vínculos de proximidade com o cliente transformando a colaboração algo mais complicada.

Acredito que o ponto forte de tornar o cliente a parte mais importante no desenvolvimento da solução é o feedback constante.  Nossas necessidades mudam constantemente e o feedback é a prática indispensável no desenvolvimento.

Tornar o cliente em uma peça colaborativa com certeza traz um laço de amizade, importantíssimo para o networking.

Uma dica é pesquisar sobre métodos, práticas e inovações para tornar esse processo mais simples e eficaz em nossos projetos.

Metodologias ágeis, como eXtreme Programing, possuem inúmeras técnicas que tornam de um cliente a um fundamental colaborador.

16, março 2007 at 7:43 pm 3 comentários

Posts antigos


Agenda

outubro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Posts by Month

Posts by Category