Posts filed under ‘Software’

Pair Programming – Are you interested?

Bom, vou aproveitar o tempo livre para indicar uns links sobre esse assunto tão interessante.

A tempos venho me interessando e montar um lab mais eficaz, e contudo, mais acessível aos profissionais recém inseridos no mercado de trabalho.

Este projeto deixa para outro post, mas segue abaixo links para quem programa em Java e se interessa por funcionalidades voltadas para VOCÊ, ser humano!

Eclipse Cola : Real-Time Shared Editing – http://live.eclipse.org/node/543

Cola: Real-Time Shared Editing from Mustafa K. Isik on Vimeo.

Netbeans Collab : Developer Collaboration – http://collab.netbeans.org/

Ainda não estudei sobre mas em breve resenharei sobre o assunto (e sobre os links).

1, julho 2008 at 9:29 pm Deixe um comentário

Cobol!? Vai muito bem, obrigado!

Aaaahh! Eu não via a hora de terminar o treinamento para postar esse assunto.

E o Cobol!? Vai morrer? Vai nada!!!

Posso te garantir que não vai morrer. Vamos deixar aquela antiga idéia tacanha de que a cada nova linguagem que surge e evolui torna-se a nova realidade tecnológica. Isso se chama tecnologia orientada a tecnologia, como me expressei numa apresentação na faculdade.

Hoje penso em funcionalidades. Isso sim é tecnologia orientada ao homem, outra expressão que usei na apresentação. Laptop está barato, mas quantos usam de forma eficaz!? Desta mesma forma falo de linguagens abertamente a qualquer um. Mas é apenas minha opinião.

Java é ótimo, para o que se propõe. Assim como Cobol também é em back-ends rodando a mil por hora em Mainframes da IBM.

Neste caminho me torno um generalista nas linguagens. É, não penso em ser tão técnico e me tornar especialista em uma única linguagem. Afinal, você pegaria taxi com um taxista que só anda de GOL 92 AMARELO (quem passou por um treinamento especial sabe o que estou falando!).

Trabalho minha lógica a cada dia, e quando for necessário, pode me pedir para passar para ABAP, Cobol ou Java.

Minha ultima opinião, acho que apenas precisa-se criar mais frameworks para auxiliar a programação em Cobol em qualquer plataforma e até mesmo dinamizar a integração com diversas instalações. Mas eu ainda num tenho muita prática. Vamos ao trabalho.

1, julho 2008 at 8:59 pm Deixe um comentário

Firefox: Ajustes finos

Como um bom assinante INFO Exame, não podia deixar de comentar a bela matéria sobre o Firefox. O Lab da INFO deu dicas para tunar seu Firefox, alguns truques para aumentar a velocidade, diminuir o consumo da memória entre outras dicas.

Primeiramente, uma dica dentre as 8 (oito) da INFOlab, gostaria de ressaltar uma configuração que eu já havia feito depois de muitas vezes me irritar quando abria algum documento *.pdf na internet. Executar um programa externo no browser, na minha opinião, ainda não é o forte de nenhum browser, portanto a melhor opção ainda é salvar o arquivo no computador. Sendo assim, vamos a dica:

  1. Menu “Ferramentas”
  2. Selecione “Opções”
  3. Na nova janela aberta, clique na aba “Conteúdo”
  4. Depois clique no botão “Organizar”
  5. Em seguida escolha a extensão do arquivo que terá o comportamento modificado e pressione o botão “Propriedades da ação”. Selecione, então, a ação desejada (por exemplo, salvar no computador).

Outras dicas que gostei de testar foram a de maximizar a velocidade do browser e a de menos peso na memória. Percebi muito resultado na velocidade para carregar o meu Netvibes. E olha que esse sistema é primordial para mim, sendo assim, a dica ganhou muitos pontos comigo. Vamos para a execução da dica:

*esta dica funciona para quem tem banda larga

**lembrando que se algumas chaves não forem encontradas, crie a chave de entrada clicando com o botão direito, selecione “Nova Opção” e escolha o tipo de chave de entrada.

  1. Na barra de endereços do Firefox, digite “about:config”, e aperte enter
  2. Localize a entrada “network.http.pipelining”, clique duas vezes na chave de entrada e modifique o valor para “true”
  3. Faça o mesmo na chave de entrada “network.http.proxy.pipelining”
  4. Aumente o valor da chave de entrada do tipo inteiro “network.http.pipelining.maxrequest” para 20 (20 conexões simultâneas)
  5. Em seguida acesse a chave de entrada “nglayout.initialpaint.delay” e modifique o valor inteiro para 0 (zero)

Menos peso na RAM, surgiu resultado mas ainda vou estudar mais sobre a opção. Realmente eu achava um absurdo quando abria 2 abas no Firefox (meu blog e o meu Netvibes) e o gerenciador de tarefas do Windows cravava o uso de aproximadamente 150MB de memória. Após a dica, o consumo de memória rodeava aproximadamente 80MB de memória até 100MB. Mas não vi diferença quando muitas abas eram abertas. Daí o consumo continuou muito puxado. Preço que se paga por usar o melhor browser na minha opinião. Inúmeras soluções.

Vamos a dica:

  1. Na barra de endereço, digite “about:config”
  2. Localize a chave de entrada “browser.cache.memory.capacity”. Mude o valor inteiro (clicando duas vezes na chave) para 14336, se a máquina tiver 256MB de RAM, 22528, para 512MB ou 32768, para 1GB. Vale a pena tentar o valor menor mesmo com mais RAM. (***nesta dica, em meu Firefox atualizadinho em dia, não encontrei a chave mencionada, mesmo assim eu a criei e acredito ter surgido efeito)

Acredito ser possível encontrar inúmeras soluções para customizar o Firefox. Ótimo browser que possibilita ajustes detalhados para soluções ímpares.

Se alguém tem mais alguma dica, mesmo que não seja algo tão técnico, disponibilizem para nossa comunidade blogosfera. 😉

Abraços colegas!

8, julho 2007 at 1:09 am 5 comentários

Nagios: Gerenciamento de redes

Durante esse mês de julho estudarei sobre duas ferramentas Open Source. Estarei pesquisando sobre Nagios e o Samba 4.0.

Neste post darei minha primeira opinião sobre o Nagios, uma ferramenta de gerenciamento de redes de computadores.

O Nagios é um software livre para gerenciamento de redes de computadores que, dentre muitos recursos:

  • monitora serviços como SMTP, POP3, HTTP, NNTP, PING, etc
  • monitora recursos como disco rígido e outros dispositivos
  • plataforma flexível por sua eficaz lista de plugins
  • opções de notificações de contatos como pager, e-mail, SMS, etc
  • tratamento dos eventos
  • interface baseada na WEB

Até onde estudei sobre Nagios, me pareceu uma ferramenta de fácil instalação e sua customização se faz pela vasta lista de plugins, possibilitando inúmeras soluções para gerenciamento de redes.

Na minha opinião, por ser um software livre e na empresa onde pretendemos implementar a ferramenta só se utiliza software livre, é melhor o funcionamento da ferramenta com um servidor WEB também baseado em teoria Open Source. Depois de usar o Apache, nunca mais configurei o IIS no meu computador. 😉

Outros profissionais também me reforçaram que a ferramenta explora a facilidade de criação de novos plugins, o que nos permite customizar o sistema ao máximo à nossa necessidade.

Continuarei pesquisando sobre o Nagios. Preciso de uma lista completa sobre os parâmetros de instalação do software. Me parece uma ótima ferramenta. Muito dinâmica pela vasta criação de gráficos e inúmeras possibilidades de monitoramento da rede.

Se algum leitor de bom coração conhecer a ferramenta, deixe seu parecer aqui no meu blog! 😉

Abraços pessoal.

1, julho 2007 at 2:49 am 1 comentário

Debian 4.0

Post de hoje é sobre Linux com caráter auto-estudo. Não conheço muito sobre o assunto mas tenho vontade de me aperfeiçoar. Por isso postarei para o incentivo, participação e contribuição de colegas, para sempre esclarecermos mais dúvidas.

Quando li a matéria na INFO Exame do mês de Junho, não podia deixar passar a oportunidade. Ainda mais que como já dito, sou um pouco leigo no assunto e quero aprender a mexer no mais promissor sistema operacional.

A distribuição Debian 4.0 GNU/Linux foi feita sob medida para usuários avançados, que gostam de programar e estão na área de TI a um bom tempo. O Debian 4.0 vem com uma coleção de aproximadamente 19 mil pacotes, o que facilita encontrar softwares, aplicativos, tutoriais, IDE’s, entre outras ferramentas para desenvolver. Grande diferença para o Ubuntu, onde acredito que não venha preparada, ou pelo menos não na versão básica, para desenvolvedores e para usuários avançados. O Ubuntu é realmente voltado ao público usuário inicial, mas também um fantástico sistema operacional.

A INFO Exame destrinchou o Debian 4.0 em 5 destaques. Citou sobre a instalação, a interface, a super-coleção, os servidores e o desktop.

  • Instalação: processo similar como todas as outras distribuições. Diga-se de passagem que um pouco complicada, podendo causar complicações para alguns usuários sem muita experiência. O pessoal da INFOlab chegou a achar que o S.O. não tinha instalação com interface gráfica, mas os INFOhackers fuçaram muito e descobriram que era necessário a inserção de um código secreto. Quando se insere o DVD de instalação, vem em seguinte uma mensagem, em inglês:”Pressione F1 para ajuda ou Enter para a inicialização.”, neste momento é necessário digitar a senha expertgui.
  • Interface: o Debian logo assumiu a interface GNOME, a mesma do Ubuntu. Constataram que o Debian tem uma característica para trabalhar com servidores, e não economiza em sua gama de aplicativos. Tem redundância de softwares. Dois browsers, por exemplo. Em minha opinião isso não é nada ruim. 😉
  • Super-coleção: só para lembrar os usuários de Linux, o Debian é a distribuição de maior coleção de pacotes: quase 19 mil.
  • Servidores: dá inveja para outros S.O.’s quando o assunto é software para servidor: internet, rede local, banco de dados, linguagens… Divirta-se no Synaptic! 😉
  • Desktop: apenas uma referência, o Ubuntu até a versão 6.0 não tocava arquivos mp3, o que já é possível no Debian 4.0 . Fora a vasta opção de codecs para multimídia disponível.

Fonte: INFO Exame.

Sem mais galera.

22, junho 2007 at 1:51 am 1 comentário

Web 2.0: Plantas de escritório? Fluxograma? É com o Cumulate Draw

Encontrei pela blogosfera mais um serviço muito eficaz na Web 2.0. É o Cumulate Draw, utilizado para desenhos como plantas de escritório e fluxogramas.

Confiram no link abaixo:

http://www.cumulatelabs.com/cumulatedraw/

Clique no link “Click here to draw”, logo abaixo ao logotipo.

É bem fácil de usar, é só clicar no menu à esquerda e arrastar para a área de desenho.

O serviço parece ainda em desenvolvimento, ainda tem o design pouco elaborado, mas mesmo assim o serviço é muito eficaz. Vale conferir.

Aproveitem a indicação. Até mais.

3, junho 2007 at 1:38 am 4 comentários

Gestão da Qualidade e desenvolvimento de software: Normas e metodologias

Disponibilizarei mais uma material de estudo. Dessa vez, abordamos em um seminário, a qualidade do software detalhada em normas e metodologias. Falamos principalmente de uma das metodologias mais interessantes para o desenvolvimento de software: eXtreme Programming (XP).

Material para download:

qualidade-do-software-normas-e-metodologias.doc

Bom download, bons estudos!

1, junho 2007 at 6:04 pm Deixe um comentário

Posts antigos


Agenda

agosto 2017
S T Q Q S S D
« out    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Posts by Month

Posts by Category